CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DO ESPÍRITA: PACIÊNCIA, INDULGENCIA, FÉ, HUMILDADE, DIGNIDADE E CARIDADE.

sexta-feira, 2 de maio de 2014

8ª AULA - CURSO BASICO DE ESPIRITISMO 1º ANO - FEESP

PARTE C: O CRISTO CONSOLADOR - O JUGO LEVE

Vinde a mim, todos os que andais em trabalho, e vos achais carregados, e eu vos aliviarei.

“Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo leve” (Mateus, 11: 28-30).

Jesus recomendou a necessidade de o homem ter fé e esperança para poder enfrentar as dificuldades que encontra na sua caminhada evolutiva. Seu ensinamento nesta passagem é um alerta para o homem, sobre determinadas leis que devem ser observadas; e é o seu cumprimento que o Mestre simboliza como sendo o seu jugo. No entanto, Jesus afirmou que esse jugo é suave, podendo ser suportado por qualquer pessoa; falou também sobre o fardo que todos os homens transportam e que representa os embates da vida terrena, necessários para o aprimoramento espiritual.

Falando sobre os Dez Mandamentos, Jesus preferiu sintetizá-los em apenas dois: "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao nosso próximo como a nós mesmos" (Mt, 22:34-40), acrescentando que nesses singelos mandamentos estão contidos toda a lei e todos os ensinamentos transmitidos pelos profetas. Quem ama a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, implicitamente está cumprindo todos os outros nove Mandamentos do Decálogo, uma vez que aquele que o cumpre não comete nenhuma das transgressões contidas nos demais.

Além de observar esses Mandamentos, o homem tem outros deveres essenciais para com Deus e para consigo mesmo: o trabalho, a educação, a constituição da família, a iluminação interior. Tudo isso ele tem que cumprir; o que, na realidade, representa um fardo que está sobre seus ombros, mas que jamais é demasiadamente pesado ao ponto de não poder suportá-lo.

Todos os homens estão capacitados a transportar seu próprio fardo; entretanto, as dores, as tribulações, a perda de pessoas amadas, as misérias e as desilusões geram inconformação e representam empecilhos que devem ser transpostos. Muitas vezes sentem-se desfalecer, pois essas dificuldades parecem intransponíveis; e é nestas horas que devem buscar amparo e consolação em Jesus, procurando obter pela prece a sustentação do Mundo Maior, a fim de poderem levar seu fardo até à sua destinação.

Ao afirmar que o seu jugo é suave e que ele é manso e humilde de coração, o Mestre deu ênfase à necessidade de compreender que não é o jugo dos déspotas, dos tiranos, dos rancorosos; é um jugo suave, que leva em conta as fraquezas próprias da condição humana, e que o homem muitas vezes coloca em seu próprio caminho, por falta de vigilância e de oração.

É necessário que o homem saiba suportar o peso do fardo que carrega, submetendo-se ao jugo suave definido por Jesus como sendo a observância das leis de Deus, e dos ensinamentos contidos nos Evangelho.

Os Espíritos que reencarnam vêm com a finalidade de passarem por provas que os tornam mais esclarecidos, mais evoluídos e mais próximos da perfeição, adquirindo novas virtudes e, assim, aproximando-se mais do Criador; entretanto, muitos fracassam nas lutas terrenas e, como consequência, surgem as expiações, muitas vezes dolorosas, fazendo com que eles se reajustem, merecendo novas oportunidades de se enquadrarem nas leis divinas.

Mas, para todos aqueles que creem na vida eterna não lhes falta a fé na vida futura e confiança na justiça de Deus. Para estes, o jugo de Jesus é leve e a esperança e o consolo suavizam suas caminhadas.

BIBLIOGRAFIAS:

O LIVRO DOS ESPÍRITOS - ALLAN KARDEC. O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO. O CÉU E O INFERNO - ALLAN KARDEC

QUESTIONÁRIO:

C - O CRISTO CONSOLADOR - O JUGO LEVE

1 - O que pretendeu Jesus dizer, quando se referiu ao jugo suave e ao fardo leve?

2 - Por que a fé e a esperança são indispensáveis para enfrentarmos os percalços da vida?

3 - Como tornar nosso fardo leve?


Fonte da imagem: Internet Google.

Nenhum comentário:

Postar um comentário