CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DO ESPÍRITA: PACIÊNCIA, INDULGENCIA, FÉ, HUMILDADE, DIGNIDADE E CARIDADE.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

6ª AULA - CURSO BASICO DE ESPIRITISMO 1º ANO - FEESP

PARTE C: MEU REINO NÃO É DESTE MUNDO

Pilatos, tornando a entrar, pois, no palácio, e tendo feito vir Jesus, lhe perguntou: Sois o rei dos Judeus? Jesus lhe respondeu: “Meu reino não é deste mundo" (João, cap. XVIII, v. 33 a 37).

Jesus, nesta passagem evangélica, sabia que os homens ainda não estavam adequadamente preparados para entender e aceitar os valores espirituais. Sua afirmação, embora já deixe apenas entrever aspectos da realidade espiritual, foi por Ele ainda demonstrada no decorrer de sua missão, como sendo a finalidade superior para a qual deverá voltar-se a Humanidade, tornando-se então, objeto das principais preocupações do homem na Terra. (ESE, cap. II, item 2).

Deste modo, todos os ensinamentos deixados no Seu Evangelho se reportam a esta finalidade de caráter transcendental: levar o homem à conscientização de que seu verdadeiro destino está na vida futura; para tal conquista, torna-se necessário um novo objetivo: a aquisição de valores morais, mais amplos que os acanhados horizontes da vida puramente material.

Neste ensinamento está evidenciada a importância da descoberta de novos valores e de uma nova conduta de vida, além de revelar a transitoriedade das honras e grandezas materiais que o homem busca com tanta avidez. Foi esta a razão que levou a Jesus replicar a Pilatos "O meu reino não é deste mundo". Realmente, não poderia haver qualquer similitude entre o seu reino, onde impera o amor, a fraternidade e a mansuetude e os demais reinos materiais, onde prevalecem o orgulho, a intolerância, o egoísmo e a incompreensão.

Este ensino de Jesus sobre o seu reino, à luz da Doutrina Espírita, dilata a visão do homem, que não mais se prende ao pequeno mundo que habita, mas distancia seu olhar na imensidão do infinito. Sua concepção materialista de vida se transforma, em função dessa nova perspectiva, deixando em segundo plano os valores materiais que tão fortemente afetam a vida do ser humano.

Tendo os fariseus perguntado a Jesus quando viria o Reino de Deus? Ele respondeu: "O Reino de Deus não vem visivelmente, nem dirão: Ei-lo aqui, ou Ei-lo acolá! Porque o Reino de Deus está no meio de vós" (Lucas, cap. 17:20).

Significativa esta passagem evangélica que vem esclarecer à humanidade que o reino de Deus não está em lugar circunscrito, com demonstrações de poder ou força, nem aparecerá nesta ou naquela nação, porque está impresso no íntimo de cada criatura. A conscientização desta assertiva de Jesus irá aflorar a partir do amadurecimento espiritual de cada um.

O Espiritismo confere ao homem a certeza de que o reino de Jesus se expressa não pelo poder material, mas pela superioridade moral conquistada através de um processo contínuo de aperfeiçoamento e vigilância constantes: a reforma íntima, que não significa necessariamente a renúncia de tudo aquilo que o homem conquistou na vida terrena, mas o enriquecimento espiritual dessa conquista. É o prelúdio de um novo estágio evolutivo. Assim, o ensinamento maior que Jesus trouxe ao homem nesta resposta a Pilatos, é a certeza de que, de acordo com a sua conduta voltada para o bem, terá acesso ao reino de paz e amor por Ele anunciado.

QUESTIONÁRIO:

C - MEU REINO NÃO É DESTE MUNDO

1 - O que significa a réplica de Jesus a Pilatos: "Meu reino não é deste mundo"?

2 - "O reino de Deus está entre vós." Discorra sobre o sentido desta afirmação.

3 - Qual a relação do texto acima com a reforma íntima?


Fonte da imagem: Internet Google.

Nenhum comentário:

Postar um comentário