CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DO ESPÍRITA: PACIÊNCIA, INDULGENCIA, FÉ, HUMILDADE, DIGNIDADE E CARIDADE.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

20ª AULA - CURSO BÁSICO DE ESPIRITISMO 1º ANO - FEESP

PARTE B: INFLUÊNCIA OCULTA DOS ESPÍRITOS SOBRE NOSSOS PENSAMENTOS E NOSSAS AÇÕES:

A influência dos Espíritos sobre os pensamentos interferem nas decisões de muitas criaturas, tanto no sentido negativo como no positivo. A alma do encarnado é também um Espírito que pensa.

Cumpre atentar para os pensamentos contraditórios que ocorrem sobre um mesmo assunto. Porém, grande é a dificuldade de diferenciar os pensamentos próprios dos que são sugeridos.

Os pensamentos próprios são, em geral, os que ocorrem no primeiro impulso (LE, perg. 461).

Se forem na direção do bem, ideias boas virão somar-se e fortalecê-los. Se ao contrário, forem na direção do mal, sugestões das sombras é que prevalecerão, avolumando-se lhes as consequências negativas; nisto consiste o "ORAI E VIGIAI" a que se referiu Jesus.

Periodicamente, Espíritos dotados de maior discernimento e inteligência encarnam com ideias próprias, trazendo descobertas científicas e mensagens evangélicas em benefício da humanidade. No entanto, quando eles não as encontram em si mesmos, apelam para a inspiração, o que em última análise é uma evocação que fazem sem o suspeitar (LE, perg.462).

Não é seguro afirmar que o primeiro impulso é sempre bom. Ele é bom ou mau, segundo a natureza do Espírito encarnado. É sempre bom para aquele que ouve as boas inspirações (LE, perg.463). Já no caso de Espíritos cuja influência é repelida pela vontade do encarnado, renunciam às suas tentativas, pois que nada mais têm a fazer ali.

O recurso infalível para se neutralizar a influência dos maus Espíritos é fazer o bem, colocar toda confiança em Deus, guardar-se de ouvir sugestões que possam dar guarida a maus pensamentos, que insuflam a discórdia e que excitam as paixões. É preciso desconfiar sempre de todos aqueles que exaltem o orgulho, porque as forças do mal se prevalecem das fraquezas humanas para exercer o seu domínio.

Quando alguém se sente atribulado por um estado de angústia ou de ansiedade indefinível, ou mesmo de uma insatisfação interior sem causa conhecida, quer no estado de vigília, quer durante o sono, frequentemente essa situação é consequência de contatos involuntários ou mesmo inconscientes com Espíritos imperfeitos, devido as circunstâncias criadas pelo próprio indivíduo.

A recomendação, portanto, é de ser criar quotidianamente hábitos sadios para que eles inspirem permanentemente reações de paz, tranquilidade, ponderação, segurança e amor. Eis por que, em todas as circunstâncias, é imprescindível reconhecer o valor da prece e da conversação edificante, para se ter a influência de bons Espíritos.

QUESTIONÁRIO:

B - INFLUÊNCIA OCULTA DOS ESPÍRITOS SOBRE NOSSOS PENSAMENTOS E NOSSAS AÇÕES:

1 - Os Espíritos imperfeitos são os instrumentos destinados a experimentar a fé e a constância dos homens no Bem?

2 - Quais os recursos para se neutralizar a influência dos maus Espíritos?

3 - O que significa o "orai e vigiai"?


Fonte da imagem: Internet Google.

Nenhum comentário:

Postar um comentário