CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DO ESPÍRITA: PACIÊNCIA, INDULGENCIA, FÉ, HUMILDADE, DIGNIDADE E CARIDADE.

quarta-feira, 12 de março de 2014

1ª AULA - CURSO BASICO DE ESPIRITISMO 1º ANO - FEESP

PARTE B: ESPIRITISMO E ESPIRITUALISMO

O Livro dos Espíritos, obra essencial da Doutrina Espírita – e conteúdo fundamental deste Curso – apresenta-se inicialmente sob o título “Filosofia Espiritualista”. Importa, assim inicialmente, questionar qual a relação entre o Espiritismo e o Espiritualismo, e por que apresenta-se como filosofia.

Allan Kardec, ao codificar a Doutrina Espírita, houve por bem criar os vocábulos Espiritismo e espírita, distintos de Espiritualismo e espiritual, para maior clareza e precisão de conceitos.

Por Espiritualismo entende-se a doutrina filosófica, segundo a qual o Espírito constitui a substância de toda a realidade, e que tem por base a existência de Deus e da alma. Efetivamente, o Espiritualismo opõe-se ao Materialismo, para o qual a única substância existente é a matéria.

Sob este aspecto, a Doutrina Espírita está plenamente identificada ao Espiritualismo, enquanto gênero a que pertence, mas quanto à especificidade vai mais além, na medida em que acrescenta-lhe os seguintes princípios básicos:

1 – Possibilidade de comunicação entre o mundo espiritual e o mundo material;

2 – Pluralidade das existências;

3 – Pré-existência e imortalidade da alma;

4 – Justiça natural: as penas e recompensas nada mais são que consequência natural de ações praticadas;

5 – Progresso infinito do Espírito.

Como generalidade, portanto, O Livro dos Espíritos representa uma das fases do Espiritualismo, mas como especificidade contém a Doutrina Espírita. Essa a razão por que traz sobre o título as palavras: Filosofia Espiritualista.

QUESTIONÁRIO:

b) Espiritismo e Espiritualismo

1 – Qual a relação que existe entre Espiritismo e Espiritualismo?

2 – Sob que aspectos o Espiritismo acrescenta-se ao Espiritualismo?


3 – Em que o Espiritualismo opõe-se ao materialismo? Por que o Espiritismo oferece mais condições de consolo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário