CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DO ESPÍRITA: PACIÊNCIA, INDULGENCIA, FÉ, HUMILDADE, DIGNIDADE E CARIDADE.

terça-feira, 27 de novembro de 2018

Com esta aula concluímos o 1º ano do Curso de Educação Mediúnica. Com as bênçãos de Jesus eu voltarei em março de 2019 com o 2º ano.

25a Aula Parte B - CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA 1º ANO FEESP

NA EXALTAÇÃO DO AMOR

Jesus, durante a sua breve passagem na Terra, sempre exaltou através do exemplo vivo, o amor em todas as suas nuances. Outros personagens que passaram pela historia, também o exemplificaram intensivamente através do trabalho e da dedicação ao próximo; isso nos mostra que, para servirmos e amarmos os nossos semelhantes, basta tão somente querermos, mentalizarmos e sobretudo, agirmos para que o amor possa se realizar.

Paulo, na carta aos Colossenses (3:14) nos diz; “E, sobre tudo isso, revesti-vos da caridade, que é o vinculo da perfeição”, observemos que mesmo em prisão domiciliar, necessitando de consolo, ele não permitiu que sentimentos contrários o dominassem, e com o pensamento voltado para as necessidades da pequena, mas importante conformidade, fez o irrecusável convite para que qualquer feito fosse realizado com o coração .

No Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. XI, item 8, os Espíritos nos encorajam: “Feliz aquele que, sobrelevando-se a humanidade, ama com imenso amor os seus irmãos em sofrimento! Feliz aquele que ama porque não conhece as angustias da alma nem as do corpo. Tenhamos a certeza de que o amor nutre os nossos sentimentos, nos renova e nos conduz ao progresso e, tal qual o Filho Prodigo, Deus nos acolherá em seu Reino de paz, amor e harmonia.

Em vez de exaltarmos a dor e o sofrimento, devemos ressaltar todas as bênçãos recebidas pela misericórdia divina. Pensemos em Jesus, nosso Guia e Modelo, no seu trabalho voltado para a verdadeira fraternidade: “Unir todos os seres pelo amor, para o amor e por amor” e, para exaltar o seu amor pela humanidade, sequer hesitou em acolher, amparar, aconselhar e defender a todos que o ouviam, sempre com o olhar, o sorriso e o abraço amigo para os sedentos e famintos de alimento espiritual, deixando amplamente expresso, de que todos nós podemos e devemos atentar para irmos ao encontro do próximo.

Em “Pão Nosso”, lição 150, Emmanuel nos esclarece: “Todos nós guardamos a dívida geral de amor uns para com os outros, mas esse amor e esse débito se subdividem através de inúmeras manifestações”, isso nos lembra a natureza com suas paisagens, circunstâncias e situações, ou seja, devemos algo de amor em diversas expressões, saibamos dar em vez de recebermos para que possamos gradativamente resgatar o amor para com todos, iniciando para conosco mesmo.

O Espírito Joana D’Angelis, por intermédio do médium Divaldo Pereira Franco, na lição 21 do livro “Estudos Espíritas”, nos diz: “O amor por eleição procede das fontes intimas do sentimento e se expressa na oscilação variável de impulsos imediatos desde a brutalidade em que se exterioriza, animalizado, até as excelentes manifestações do fervor estético e estésico, em que se sublima nas culminâncias da santidade”. Isso nos amplia a compreensão de que todos os seres amam e exteriorizam esse sentimento conforme o grau evolutivo em que se encontre.

Na lição n° 78 do Livro o Espírito da Verdade, “Na marcha ascendente para o Reino Divino, o amor é a Estrada Real; as outras vias chamam-se experiências que a Eterna Sabedoria, ainda por amor, traçou a grande viagem das almas para que o Espírito humano não se perca.” Reflitamos sobre a transcendental questão: fomos criados por Ato de Amor, vivemos e respiramos pelo Amor e caminhamos lado a lado com os nossos irmãos, guiados pelo Amor de Jesus para que encontremos o Amor Divino.

Bibliografia:

KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos
lnternacionais, os Gideões. O Novo Testamento - Edição revista e corrigida 1995 - Sociedade Bíblica de Londres e do Brasil.
KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo
XAVIER, Francisco Cândido; VIEIRA, Waldo (Diversos Espíritos). O Espírito da Verdade
XAVIER, Francisco Cândido (Espírito Emmanuel). Pão Nosso
FRANCO, Divaldo Pereira. Estudos Espíritas.
PUGLIA, Silvia C. S. C. – CDM

Questões para reflexão:

1) Sabendo que o Espírito é imortal. Comente a expressão de Paulo: “Não extingais o Espírito”.

2) Após a aula renovação necessária, observa-te, e dizes como estão os teus sentimentos em relação a ti e aos outros.

3) Explique como o homem no estagio atual em que se encontra pode exaltar o amor em sua feição simplificada.

4) Comente a afirmação: “Na marcha ascendente para o Reino Divino, o amor é a Estrada Real”.

Fonte da imagem: Internet Google.

Nenhum comentário:

Postar um comentário