CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DO ESPÍRITA: PACIÊNCIA, INDULGENCIA, FÉ, HUMILDADE, DIGNIDADE E CARIDADE.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Informo aos amigos e amigas seguidores das aulas deste blog que faremos uma pausa como de costume, após esta aula; retornando em agosto com a segunda e conclusiva parte deste curso. Muita luz e paz a todos. Carlos Varoli

12ª Aula Parte B – CURSO BÁSICO DE ESPIRITISMO 2º ANO – FEESP

MISSÃO DO HOMEM INTELIGENTE

A cada um dos Espíritos Deus dá determinada missão; tarefa; prova ou ainda expiação. Todos têm um trabalho a realizar, seja encarnado ou desencarnado.

Se Deus permite que, dentre o patrimônio intelectual e moral adquirido nas vidas anteriores, a criatura possa manifestar na vida presente a inteligência, é porque dela deve fazer uso para cultivar e realizar o bem, fruto da aplicação dessa mesma inteligência.

Assim se vê em toda a natureza. A abelha poliniza as flores e fabrica o mel. No solo saudável existem vermes a revolver as entranhas da terra para fazê-la respirar. A mesma terra que o agricultor cultiva a leguminosa, a fruta e a verdura. Até mesmo o excremento do ruminante aduba o solo. A natureza cumpre o seu papel de colaboradora com o Criador.

Com o Homem não é diferente. Toda a potencialidade dirigida e exercida na senda do bem há de frutificar.

Espíritos imperfeitos quais todos que habitamos este orbe nos reunimos em famílias; comunidades, grupos sociais, sempre com o objetivo maior de aprimoramento mútuo. É de fundamental importância que aquele que possui maior cabedal de conhecimento, forca moral, ampare, apoie, incentive e oriente aqueles que fazem parte da sua vida seja em que segmento for. Deus não nos concederia ferramentas que não tivessem objetivo de uso.

A Doutrina Espírita é como um sol a iluminar a escuridão da ignorância em que os Homens, em sua grande maioria, ainda se encontram. Aqueles que já possuem uma parcela de conhecimento devem moralmente ao Cristo, fazer com que o seu verbo seja vivo e eloquente, e, acima de tudo, vivenciar o Cristianismo Redivivo, em fraternidade, solidariedade e amor ao próximo. Relembrar da orientação do Espírito de Verdade: “Espíritas: amai-vos, espíritas, instruí-vos”.

BIBLIOGRAFIA:
KARDEC, Allan - O Evangelho Segundo o Espiritismo - cap. VII, item 13
KARDEC, Allan - Obras Póstumas - 1ª parte - questões e problemas (ESE cap. XXIII, item 15, cap. XXVIII, item 51)


Fonte da imagem: Internet Google.

Nenhum comentário:

Postar um comentário