CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DO ESPÍRITA: PACIÊNCIA, INDULGENCIA, FÉ, HUMILDADE, DIGNIDADE E CARIDADE.

terça-feira, 30 de setembro de 2014

19ª AULA - CURSO BÁSICO DE ESPIRITISMO 1º ANO - FEESP

PARTE B: VISITAS ESPÍRITAS ENTRE VIVOS - TRANSMISSÃO OCULTA DO PENSAMENTO

VISITAS ESPÍRITAS ENTRE VIVOS: O Espírito, durante o sono, recobra em parte a sua liberdade, ou seja, ele se afasta do corpo. A faculdade que a alma possui de emancipar-se e de desprender-se do corpo durante a vida física, pode dar lugar a fenômenos análogos aos que os Espíritos desencarnados produzem. Enquanto o corpo acha-se mergulhado em sono, ou mesmo em estado de vigília, o Espírito, transportando-se a diversos lugares, pode tornar-se visível e aparecer a outras pessoas.

Do princípio de emancipação da alma durante o sono parece resultar que temos, simultaneamente, duas existências: a do corpo, que nos dá a vida de relação exterior, e a da alma, que nos dá a vida de relação oculta. (LE, perg. 413). No entanto, no estado de emancipação, a vida do corpo cede lugar à da alma, mas não existem, propriamente falando, duas existências; são antes duas fases da mesma existência, porque o homem não vive de maneira dupla (LE, perg. 413).

O perispírito, tanto do encarnado quando do desencarnado, é sempre um envoltório semimaterial, o qual, se visível, tem uma aparência tão idêntica à real, que se torna possível a muitas pessoas estar com a verdade quando dizem ter visto o encarnado, ao mesmo tempo, em dois pontos diversos.

Através dos sonhos, o homem tem a oportunidade de encontrar-se com amigos e parentes. Os laços de amizade, antigos ou novos, reúnem assim, frequentemente, diversos Espíritos que se sentem felizes em se encontrar (LE, perg. 417).

Essas visitas são significativas, na medida em que fica, ao despertar, uma vaga intuição, que é origem de certas ideias que surgem espontaneamente.

TRANSMISSÃO OCULTA DO PENSAMENTO: Todo pensamento irradia as características do estado mental que o envolve - felizes ou menos felizes. Emitindo uma ideia, o homem passa a refletir as que se assemelham, mantendo-o em comunicação com todas as mentes que tenham o mesmo modo de pensar. Da mesma forma que os indivíduos influenciam, são também influenciados. Pelos desejos, pela fixação de seus interesses, emitem e captam certa ordem de ideias em regime de influência recíprocas. É nesse regime que, durante o sono, os Espíritos comunicam entre si suas ideias. Portanto, mesmo que a "mente" do homem não queira, o Espírito revela a outros o objeto das suas preocupações.

O Espírito não está encerrado no corpo como numa caixa: ele irradia em todo o seu redor; eis por que poderá comunicar-se com outros Espíritos, mesmo no estado de vigília, embora o faça mais dificilmente (LE, perg. 420).

Cada Espírito, segundo a Codificação, é uma unidade indivisível, que pode irradiar seus pensamentos para diversos pontos, sem que se fracione para tal efeito. É nessa transmissão oculta de pensamentos que alguns Espíritos têm, muitas vezes, as mesmas ideias, sem necessidade da exteriorização da linguagem falada; é assim que expressam-se na linguagem dos Espíritos.

QUESTIONÁRIO:

B - VISITAS ESPÍRITAS ENTRE OS VIVOS - TRANSMISSÃO OCULTA DO PENSAMENTO

1 - O que permite ao Espírito tornar-se visível durante o sono do corpo?

2 - Pode-se dizer que durante o sono a alma possui duas existências?

3 - Como se explica a origem de certas ideias que surgem espontaneamente?


Fonte da imagem: Internet Google.

Nenhum comentário:

Postar um comentário